quinta-feira, 30 de outubro de 2008

São Pedro da Serra ("Toda paz do Universo")

"Há um vilarejo ali, onde areja um vento bom
Na varanda, quem descansa... Vê o horizonte deitar no chão."
Neste último final de semana com um "meio feriado" na segunda (a antecipação do dia do funcionário público) tive a grata surpresa, já um tanto aguardada, de conhecer um lugarejo com uma paz renovadora; em meio à montanhas, pedras e águas cor de coca-cola.
Acho que em São Pedro da Serra (Nova Friburgo - RJ), tudo fica muito poético; até a cor de coca-cola da água vira poesia. rs Não é por acaso que a placa que fica na entrada, possui a seguinte inscrição: "Toda a paz do universo" a 4 km.
Lá a respiração fica mais lenta... o sol nasce devagar e bonito atrás das montanhas, em meio a um céu azulado. E as nuvens fazem aqueles desenhos que só quando pequenos sabíamos contemplar direito.
Uma experiência tão peculiar, particular, acaba trazendo mesmo o desejo de se compartilhar.
E foi só começar a querer escrever, que a música da Marisa Monte veio tocar ao fundo... Vou dedilhá-la para vocês, nas teclas do meu computador:

"Lá o tempo espera... Lá é primavera... Portas e janelas ficam sempre abertas pra sorte entrar"

E não é que lá é assim mesmo - sem tirar nem colocar.
E como se não bastasse, é um lugar onde habitam pessoas muito bonitas.
(Nem querendo passar perto daquelas expressões execráveis como: "em tal lugar dá uma gente bonita" ou - o que seria pior ainda- "este lugar tem uma gente feia". Eu vivo a me perguntar, quando ouço bobagens desse tipo, se esta "diferença" estética não se dissiparia com um pouco mais de dinheiro - bons shampoos, cortes de cabelo, cremes e roupas "da moda", etc. As tais pessoas ditas "feias" se tornariam magicamente "bonitas" e vice-versa, e coisa e tal.)

Quando escrevi a frase mais acima, quis falar de pessoas que sorriem largo... esbanjam simpatia e gentileza - alegria de viver. Gente como a Zelma, como a Morena (que mora no lugarejo ao lado, Lumiar) ou como o Tiago que acabou de se mudar.

A Zelma na sua lojinha de artesanatos, livros e CDs - uma espécie de centro cultural de São Pedro. Lugar onde ela expõe sonhos pontilhados por ela mesma em tecidos, com a arte do Patchwork. Ela consegue retratar o lugar de uma maneira literalmente "fofa"- como ele realmente parece ser... de algodão. Isto sem falar no seu papo gostoso sobre literatura, música, viagens. Quem já pensou em ir a uma loja de souveniers e sair de lá com mimos que a própria dona da loja não deixou você comprar porque queria simplesmente lhe dar de presente. É o respeito ao círculo da dádiva... aos vínculos nascidos nas trocas sinceras e "bem para além" das transações mercadológicas.
(Vocês podem conhecer a Ecoarte, da Zelma, aqui http://www.ecoartebrasil.com.br/ E não deixem de clicar na seção "idéias" que possui alguns artigos para quem quiser saber mais sobre a história, ecologia e assuntos afins ao lugar.)

Como não apreciar também a beleza na pessoa de Morena, que com um sorriso luminoso e os braços abertos, nos dá aquele acolhimento de "vidas passadas" - já que você ainda não a conhecia, desde então. Poder experimentar o seu suco verde, demorado (preparado especialmente para você, a partir de uma consulta cuidadosa) e comer o shapati (massa com cereais integrais) recheado com doce de banana feito por ela no dia. Esta artesã de orixás, morena, de cabelos lindamente grisalhos e sorriso radiante, conquista o coração de qualquer pessoa que tiver a sorte de encontrá-la. Acho que ela já faz parte daquela outra dimensão - a do tão proclamado e pouco usado, amor incondicional.

E, por último, narro mais um "grande encontro" proporcionado por São Pedro (não sei se pelo santo mesmo, ou se pelo lugar), o Tiago. Menino-homem, com olhar sensível; apaixonado pelo que quer fazer na vida; falando com sua voz calma e emocionada, que busca inspiração olhando para cima, ao recitar poesias árabes que acabou de aprender, seus salmos preferidos, ou a visão de filósofos um tanto desconhecidos.
Tudo isto em uma noite na qual consegui me embebedar e ter ótimos devaneios tomando uma só taça de vinho (juro!) no boteco/casa do qual já me esqueci o nome (mas que ainda não me saiu da lembrança).
Acho que foi o banho de cachoeira!!!
Foi a inspiração divina que recebi das águas cor de coca-cola!
E "é isso aí" (mesmo)! Como diria o slogan.
Vou indo, deixando a mesma música que não consegui fazer parar de tocar

"Pra acalmar o coração... Lá o mundo tem razão"

Menina MA

Obs.:
Vilarejo - Marisa Monte www.youtube.com/watch?v=-g83_ZRGM48
As imagens postadas são dos patchworks feitos pela Zelma e estão disponíveis na página da Ecoarte.
Sites onde há informações sobre hospedagem, eventos e festas tradicionais do lugarejo. http://www.saopedrodaserra.tur.br/ http://www.lumiaresaopedrodaserra.com.br/

3 comentários:

Menina F disse...

Ai que vontade que dá...

"É isso aí" mesmo!

Anônimo disse...

O site http://www.saopedrodaserra.tur.br/ agradeceu ao blog Meninas Gerais pela linda e inspiradora matéria sobre a cidadezinha de São Pedro da Serra!

"Obrigado MENINAS GERAIS!
Excelente a matéria soble São Pedro da Serra apresentada pelo Blog MENINAS GERAIS - Cozinhando Palavras.
Conheça o Blog e a matéria sobre São Pedro da Serra.
www.meninasg.blogspot.com"

Menina MA disse...

Eu é que agradeço a gratidão e a simpatia. Fico imensamente feliz que gostaram...