segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Incongruências da vida



Já tem um tempo que queria parar e escrever sobre algumas indiossincrasias que o viver acomete com a gente.
Ouvimos tantos ditados como “Deus escreve certo por linhas tortas” e outros afins a esta percepção bem humana da vida, mas nunca eles conseguem substituir as cores que os eventos trazem para estas quase conclusões da experiência que é viver.

O dia que você veste a camisola digna de uma “noite de núpcias” e melhor ela lhe cai, por exemplo, é aquele em que você está sozinha se namorando no quarto, com um bom livro na mão, uma música gostosa tocando e um espelho a lhe felicitar o olhar.

Você recebe aquela rosa vermelha, pelas mãos de uma amiga, em uma visita corriqueira no meio de uma terça-feira... E você de alguma forma intuía um encontro com a tal flor neste dia, pois o amor havia invadido sua pele, suas entranhas e tudo mais. E o causador desse sutil estado, sequer imaginou uma materialização tão bela da natureza para você.
O seu mais novo amigo pode vir a comer merecidamente o macarrão feito à mão com carinho, para um amor que pouco lhe correspondeu com o estômago ou órgãos afins.

A palavra amiga esperada, nem sempre corresponde ao que o coração pedia ouvir; mas o cérebro pega no tranco, quando falta ao coração, e te repatria a consciência sobre o que precisaria escutar.
Ou quem sabe a palavra mal colocada carregou toda a importância de um silêncio necessário?

É levando um fora carinhoso e terno que você pode ter a chance de redescobrir o amor, pelo impedido amor. Quem sabe começando bem um final, você reinicia poderosamente uma história de amores na vida?

Enfim... não nunca terá fim, estas incongruências . Parecem peças escritas infinitamente para serem mais ou menos bem ou mal interpretadas pela gente.

7 comentários:

Menina F disse...

Além deste mal-fadado "Deus escreve reto por linhas tortas" ainda me vem com "no fim tudo dá certo, se não deu é pq não é o fim". De tudo parece ser necessário cultivar a paciência. A paciência. E viver segundo o ditado: "se não tem remédio, remediado está". O difícil é termos certeza de que não tem msm remédio, o difícil é chegar a esta certeza.

▒▓█► JOTA ® disse...

ººº
WOW... TODO CONTENTE

Fiquei todo contente, deste nome a este post...

...o meu blogue, curioso, tem este mesmo título.

▒▓█► JOTA ENE ® disse...

ººº
Mais uma vez... olá Maria Ana (bonito nome)

Só uma correção sou Jota Ene... (iniciais de João Nuno) e NÃO Jota R rs

Sabe, tenho um blogue de fotografia... se quiser acompanhar teria muito gosto, o link é:

http://photoessencia.blogspot.com/

Bjosss ;)

Menina MA disse...

Caberia acrescentar a estas incongrências, que o significado de incongruência ou incongruente, que procurei no dicionário, só pude encontrar no seu oposto, antônimo; o contraditório e incongruente mesmo da coisa... rs

Congruência: "Harmonia de alguma coisa ou fato com o fim a que se propõe."

Enfim... com a congruência é que percebemos o melhor sentido da incongruência.

Nanda Fala... disse...

Nossa fiquei tanto tempo sem passar por aqui, e meio por fora do que estava acontecendo! rsrsrs

Um dia o amor que vai te laçar, dona Maria, e aí eu quero ver o que vai escrever sobre o sequestrador!

bjinhos

Menina MA disse...

Se a inspiração ficar perto da que o seu sequestrador conseguiu despertar nos seus escritos... rs
Vou ficar feliz pela captura! hehe

Menina F disse...

eu tb quero ser sequestrada!