quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010


compartilhando leituras....



"O cidadão, no Brasil, além de ser um personagem tardio, quando começa a se expandir, de modo lento e tortuo, encontra diante de si um ambiente hostil que tem a forte presença dos ideólogos do mercado, vaticinando sua condição de personagem fora de moda. A cidadania social é considerada por muitos coisa do passado e, mais do que isto, uma instituição inviável economicamente, pois onerosa. Cidadania não combina com modernidade e assim por diante. O mundo privado e seus imperativos sistêmicos impelem a pensar e agir no sentido da mercantilização completa da grande conquista da civilização ocidental que são os direitos sociais".


REGO, Walquiria Leão. Lua Nova, São Paulo, n. 73, 2008 . Disponível em . acessos em 03 fev. 2010. doi: 10.1590/S0102-64452008000100007.

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452008000100007&lng=pt&nrm=iso

3 comentários:

Menina MA disse...

Ai, ai, ai... gostei disto. Muito! Vou ler assim que der, todo o artigo.
Acho mesmo que cidadania no Brasil parece algo de doido. De quem está "fora de moda", como a autora da sua citação salientou.
Na verdade, comecei a querer vivenciar mais plenamente minha cidadania nesta praça virtual, que é a net. Blogs, comunidades, twiter, e-mails. Estou conseguindo perceber esta infinita possibilidade de fazer política e exercer os direitos de cidadania nesta praça pública virtual.
Mas, vejo o quanto ainda as pessoas estão e são reticentes a isto, estranhando este tipo de comportamento e atitude.
Taí um bom artigo para o blog. rs

Menina F disse...

A foto eu tirei do CV Lattes da professora!
Fiquei super contente de encontrar algo bem escrito, consistente e profundo de Ciência Política contemporânea.
Parabéns, Professora!

Menina MA disse...

Posso dar uma idéia??
Manda para ela o link com o que vc colocou dela no blog. rs